LOGO SITE1.jpg

Intercâmbio: Jovem abelardense retorna de Taiwan após 11 meses

05 Julho 2018 14:30:00

Uma boa opção para quem tem menos de 20 anos e deseja ter uma experiência internacional é o Intercâmbio de Jovens do Rotary Club. Neste tipo de intercâmbio, o jovem pode passar de algumas semanas até um ano, vivendo em casas de família e estudando no exterior. As famílias que recebem o estudante fornecem moradia, alimentação e auxílio na adaptação à nova rotina.

O jovem abelardense, João Gabriel Paganini esteve na cidade de Keelung, em Taiwan, por 11 meses. João deixou o Brasil no dia 19 de agosto de 2017 e retornou no dia 29 de junho 2018. "É um país muito diferente do Brasil, onde encontrei inúmeras dificuldades, entre elas, a língua, a cultura, comida e escola. A língua falada é o Mandarim, onde no início usava mais o inglês e com o tempo, fui aprendendo a língua local e falar o chinês", explica.

João destacou que a alimentação é bastante diferente do Brasil. "A comida é praticamente fria. Eles não esquentam para comer. Morava em uma cidade portuária, por isso, a gente comia muito peixe, frutos do mar e vegetais".

Ele destacou que conheceu muitos pontos turísticos no país e destacou os principais que esteve visitando. "Taipei 101 - 3º maior prédio do mundo e considerado um dos mais belos prédios da atualidade; Penghu - ilha entre Taiwan e a China, concentra algumas das mais belas vistas de Taiwan, com um oceano verde atraindo principalmente mergulhadores; e Green Island - ilha ao sul de Taiwan que concentra muitos pontos históricos de guerra, além de um mar quente muito bom para mergulho".

O jovem destacou que em relação ao ensino, é bastante diferente daqui. "Ia pra escola às 08h e retornava somente às 16h. A maior parte do dia passava na escola. Quando a gente chega, tem toda aquela emoção, adrenalina, onde tudo é maravilhoso. Mas aí você se dá conta que vai ficar 11 meses e bate a tristeza. Você acaba caindo na rotina e tem que saber levar. Mas foram muitas experiências únicas que vou levar para o resto da vida".

Jovens se preparam para viver em um novo país

Enquanto João Gabriel Paganini mata a saudade da família e se adapta novamente a rotina em Abelardo Luz, os jovens João Pedro Bodanese Kuhn, 17 anos e Brenda Klen, 15 anos, estão se preparando para deixar o Brasil por 11 meses.

João Pedro já com data definida conta sobre a expectativa com o intercâmbio. "Estou indo para a Suécia, no dia 28 de julho de 2018 para retornar em junho do próximo ano. Estou bastante ansioso, onde será uma oportunidade única de conhecer novas culturas, língua e novas pessoas. Já tenho um conhecimento prévio da escola que vou estudar e das famílias onde vou morar, com isso aumenta ainda mais a expectativa".

Ele destaca que será difícil ficar longe da família. "Sou muito próximo da minha família, meus pais choram e dizem: como vamos aguentar um ano longe. Mas vai ser bom pra aprender resolver meus próprios problemas, sem mais dependente, mas será um grande desafio".

Já Brenda ainda não tem data definida para deixar o Brasil, mas sabe que o intercâmbio será no México. "O intercâmbio é de 11 meses, mas ainda não tenho data definida, conhecimento da escola e famílias que vão me acolher. Minha expectativa é muito grande, espero aproveitar muito e poder desfrutar de tudo o que esse intercâmbio tem para oferecer".

Em nome do João Pedro e João Gabriel, Brenda agradeceu ao Rotary pela oportunidade. "Agradecemos muito a oportunidade que o Rotary Club Abelardo Luz Sementes está nos dando. Acredito que como o João Gabriel aproveitou muito, eu e o João Pedro também vamos aproveitar o máximo", finalizou.

Como funciona o intercâmbio

Segundo o Oficial de Intercâmbio 2018/2019 - Rotary Club Abelardo Luz Sementes, Driano Fantinelli explicou que o intercâmbio de jovens do Rotary Internacional - IR teve início na década de 1920, envolvendo alguns clubes europeus, e embora tenha sido descontinuado durante a segunda guerra mundial, voltou a existir em 1946. A participação em intercâmbios acadêmicos aumentou consideravelmente na década de 1950 e, em 1972, o conselho diretor do RI sugeriu que o Intercâmbio de Jovens fosse adotado por Rotary Clubs de todo o mundo. Hoje, mais de 8.000 estudantes visitam e estudam em cerca de 80 países anualmente.

Driano destaca que o Intercâmbio de Jovens é administrado em âmbito distrital, e Rotary Clubs interessados em enviar ou receber estudantes devem se credenciar e coordenar sua participação com o distrito.

Durante o Intercâmbio o estudante frequenta escola no país anfitrião durante um ano letivo, morando com diversas famílias.

A exposição a culturas diferentes é uma das mais poderosas maneiras de promover a paz e a compreensão internacional. O Intercâmbio de Jovens planta as sementes da compreensão ao oferecer a milhares de estudantes a oportunidade de conhecer outras sociedades e vivenciar costumes diversos.

O programa oferece inúmeros benefícios tanto para os participantes, quanto para os rotarianos anfitriões, rotarianos conselheiros e a comunidade em geral. Ao vivenciar os aspectos da vida em outro país e expandir seus conhecimentos sobre o mundo, os jovens amadurecem e passam a compreender-se melhor. A imersão em sistema educacional diferente aprimora suas capacidades acadêmicas e pessoais. Ao mesmo tempo, sócios de Rotary Clubs, integrantes das famílias anfitriãs e membros da comunidade, ao estabelecer um relacionamento prolongado com o jovem, aumentam seu entendimento sobre outra cultura.

Ele explicou de que forma acontece a seleção e a escolha do país.

"A seleção é feita entre os jovens interessados que procuram o Rotary Club e se inscrevem no Distrito, que passam por uma prova de seleção. A escolha do país de destino é feita pelo jovem respeitando a classificação na prova de seleção, entre os países que disponibilizam vagas para o Distrito através de parceria".

Imagens


Liberdade1.jpg
i10^cimgpsh_orig.jpg

Avenida Getúlio Vargas, 1400 – Sala 01 – Centro – Abelardo Luz/SC
CEP: 89830-000
Fone: (49) 3445-5773
E-mail: ofalcao@brturbo.com.br