LOGO SITE1.jpg

O Brasil dos acidentes

17 Setembro 2018 08:56:00

Vivemos um período intrigante. Acidentes em todos os setores de trabalhos e mobilidade. O maior deles é o trânsito. O Brasil possui uma dimensão enorme. Estamos com oito milhões e meio de quilômetros quadrados de área. O litoral passa dos sete mil quilômetros. As vias estão em todas as direções. As rodovias são necessárias para todos. As vielas são a realidade de muita gente que habita os lugares apertados, distantes e esquecidos. No interior há fartura desta realidade. As cidades, todas elas, iniciam no centro e seguem para as periferias. Na mesma cidade há fartura para uns e desconforto para muitos. Os bairros, as favelas são socorridas na infra-estrutura, após boa choradeira de seus habitantes. Afirma-se que há oitenta milhões de quilômetros de vias no país. De todas as rodovias existentes no momento, apenas doze ponto dois por cento estão cobertas com asfalto. Estas, porém, com muitos buracos. Apreciamos a situação todos os dias pelos meios de comunicação. É um desastre. Assim os acidentes são inevitáveis. Soma-se a isso a pressa de nosso povo. Todos vivemos uma espécie de afobamento nas andanças.  Estima-se que perecem quarenta mil pessoas ano só no trânsito. Esta é uma guerra que ninguém vê. Na Itália faleceram uns quarenta na queda da ponte. O mundo ficou sabendo. Notícia repetida por vários dias. O trânsito tem levado a vida da juventude de nosso país. Tudo se passa no silêncio. Só aparecem nas estatísticas frias e ninguém lhes dá importância. Somos frios perante a morte dos outros. O motivo é pressa, falta de atenção, bebedeiras, rodovias mal conservadas e etc. Os motoqueiros provocam inúmeros acidentes. São os mais desprotegidos. Mutilados, continuam vivendo de qualquer jeito. Os gastos públicos e particulares são fenomenais nos tratamentos. Parece que tudo é desgraça. Olho, no trânsito! Não corra! Não mate! Não morra! É um ditado antigo, mas olvidado. Que Deus nos liberte desta situação! Penso é um exagero criticar ou alarmar-se com a situação de nossas estradas. Percorro nossas vias por quarenta e seis anos. Foram péssimas. Hoje percebo magna evolução em suas condições. Vamos ser justos e mais flexíveis em nossas ponderações. Há muitas falas aos ventos. Aleluia! Viva! 



Liberdade1.jpg
i10^cimgpsh_orig.jpg

Avenida Getúlio Vargas, 1400 – Sala 01 – Centro – Abelardo Luz/SC
CEP: 89830-000
Fone: (49) 3445-5773
E-mail: ofalcao@brturbo.com.br