LOGO SITE1.jpg

Política maior

11 Maio 2018 14:32:00

Uma emissora de TV faz pesquisa junto às populações. Pergunta: Que Brasil você quer? São muitas as opiniões que já aparecem. No Brasil há 5.760 municípios. Haverá uma opinião de cada município. Apenas uma. A motivação maior da emissora é garantir audiência. Todos ficam aguardando para ver se aparecem. Serão, no final, milhões de vídeos. Só é projetado um em cada município. Os demais, matéria-prima para a emissora. Ela tenta dar direção na eleição do presidente. Quem serão os candidatos a este cargo tão importante? São os que já circulam nas redes sociais e na mídia? Na realidade não há ainda um candidato. Possivelmente, na última hora, de para-queda, aparece um salvador da pátria. O povo está muito contaminado. Nós não sabemos o que, de fato, está acontecendo. Percebemos enorme turbilhão a esconder os horizontes de nossa gentil Pátria amada, o Brasil. E agora! Para que lado vamos? Em quem confiar? Já confiamos tantas vezes, e nada. Nas entrelinhas, sustenta-se que o atual grupo do governo federal guardou bilhões para a campanha presidencial. Nas privatizações bilionárias restaram muitos bilhões para este fim. Acreditamos. Outros afirmam que não haverá eleições para presidente. Não podemos acreditar. Não só o presidente é importante. Nosso olhar precisa alcançar os candidatos a senadores, e deputados. São fundamentais. Pelo que se nota estamos numa ditadura parlamentar. Quem manda, de verdade, é o congresso. São os deputados federais e senadores. O presidente, no momento, é figura decorativa. Ignora-se a influência das forças estrangeiras que se intrometem no sistema eleitoral. Hoje o mundo é pequeno. Todos tem interesse no Brasil. É país grande. Possui recursos sem limites. Todos vieram e vem explorar nossos potenciais. Como ter governantes fortes para equilibrar esta volúpia? Estamos numa rótula. São vários caminhos. Qual é o nosso? Vivemos uma democracia. Vale a opinião de cada um. Se nada acontece, nada vale nossa opinião. A ideia é renovar. Colocar gente nova. As raposas sejam aposentadas. Chega de famílias inteiras no poder. É isto que está acontecendo. O Brasil decresceu no conceito mundial. Os meios de comunicação não passam estas notícias. Escondem ao povo. Nosso crescimento, a cada dia, está estimado para baixo. Estamos zerando. Estamos desabando. Os países do mundo se negam negociar com o Brasil. Eles temem. Aí o dólar sobe. Faz bem para o vendedor de soja. Faz muitíssimo mal para as contas públicas do governo. O governo tem suas dívidas majoradas. Nós necessitamos de muitas rodovias. Está tudo encalhado. A educação está emperrada. Não há dinheiro. O nível de educação escolar caiu em muito. Leva, bem no capricho, mais vinte anos para emparelhar. A saúde está cambaleando. Faz muito tempo. A verdadeira corrupção ninguém sabe como está. Estima-se que os políticos desviam 200 bilhões ao ano. Tudo em segredo. Qual é seu real tamanho? Sabemos, com certeza, que não acabou. Multiplicou-se. Tornou-se normal. Basta ver a dança das cadeiras dos parlamentares. Oitenta deputados federais trocaram de partido. Os ministros do governo deixaram seus postos e vão disputar eleições. Com certeza com o caminho já preparado. O ministério deu-lhes estas chances. Renovar de que jeito? Que pecado! Vamos chorar! Que, nada! Aleluia!


Liberdade1.jpg
i10^cimgpsh_orig.jpg

Avenida Getúlio Vargas, 1400 – Sala 01 – Centro – Abelardo Luz/SC
CEP: 89830-000
Fone: (49) 3445-5773
E-mail: ofalcao@brturbo.com.br